Qual é a sua história preferida de São João?

Qual é a sua história preferida de São João?

Faça sua reserva

Leia escutando: Paula Fernandes em um mix de canções tradicionais do campo brasileiro.

 

Conta a lenda que em noite de São João, quem faz o pedido com o coração, conquista VIP Inclusive no Costão!

 

A origem é portuguesa, mas desde que chegou por aqui as tradicionais festas juninas foram agregando influências das culturas que formam a nossa gente. 

 Fogueira, bandeirinhas, dança de quadrilha, trajes e comidinhas típicas, do que mais você lembra? Os arraiás são famosos e queridinhos por suas características tão especiais e também pelas atrações para toda família. Brincadeiras como corrida do ovo, corrida do saco, pescaria, pau de sebo, correio elegante, todas fazem parte de nossas memórias de infância e até hoje formam parte do imaginário das crianças.

Por ser lúdica e animada, é uma boa oportunidade de formar rodas de conversas, um conta algo que ouviu por aí, o outro conta de novo aumentando um conto, bem ao estilo “quem conta um conto, aumenta um ponto”. E assim, lendas, causos e histórias juradas pulam de ouvido em ouvido, exercitando nosso imaginário.

Perguntamos à banda Os Gonzagas, atração musical do Arraial do Costão em 2018, que história pula na lembrança nesta época do ano - em festividades de São João - e eles nos contaram que são as simpatias!   

 

Aqui na Paraíba existem muitos causos e lendas que envolvem o período junino. Um que é muito comentado até os dias de hoje são as simpatias que são feitas para achar o amor verdadeiro no dia de Santo Antônio, 13/06, e na véspera de São João, dia 23/06. Duas dessas simpatias são:

1. Enfiar uma faca nunca usada (virgem) num tronco de uma bananeira - diz a lenda que ao enfiar uma faca virgem no tronco de uma bananeira na véspera da noite de São João e deixá-la até o amanhecer, ao retirar a faca, aparecerá a inicial do nome do verdadeiro amor.

2. Pingos de vela num pires com água - os mais velhos contam pelo interior da Paraíba que, no dia de Santo Antônio, basta pegar um pires e colocar um pouco de água e uma vela nunca usada (virgem) para ter a receita do nome do amor da sua vida. Aí, acende-se a vela, reza-se uma Salve Rainha e à medida que se faz a oração, pinga-se na água a cera derretida. No fim da reza, aparece o nome da pessoa amada.

 

Quem se anima? O bom de brincar o São João é justamente soltar os sonhos, expressar o que se jura verdade, mas que ninguém pode comprovar. Cada região do Brasil tem seu relicário de histórias, aqui em Florianópolis, com a influência da tradição açoriana, uma que sempre está nas rodas de prosa é esta aqui: 

 

Ingleses e Rio Vermelho  têm a lenda da Luz da Bota, ou Luz que Aparece. Contam os mais antigos que havia sempre uma luz vermelha por perto, que projetava a sombra de uma bota. Nunca fez nada a ninguém, mas os moradores jamais mexeram com ela. 

Créditos: Vivendo Floripa

 

A programação do Arraial do Costão, além de muita prosa, tem quentão, pinhão, acompanhados dos deliciosos pratos típicos da festividade, dança de quadrilha junina, touro mecânico e muita música! 

E falando em música, Os Gonzagas vão animar os passos ensaiados - e os improvisados também - na noite do dia 23/06. Para entrar no clima, tem um vídeo aqui da banda:

  

Ainda tem roda de viola, show com a banda Hipnose, aulão de quadrilha, tudo com comida e bebida à vontade - dentro do sistema VIP Inclusive do resort. 

 

Animad@s? Então compartilha com a gente a sua história de São João preferida!

 

Mais informações sobre o pacote aqui. Reservas? Aqui

Pacotes